• 11 5533-4958 | 11 5531-6922
  • R. Santo Arcádio, 469 Brooklin - SP
  • atendimento@greatstart.com.br

Cuidado com o amigo da onça...

Quem não passou por uma experiência destas? Ao começar num emprego novo, a secretária da diretoria ou presidência entra numa posição muito cobiçada em todas as empresas. Muitas vezes, os próprios funcionários da empresa indicam uma parente ou amiga especial, ou mesmo uma secretária já com tempo de casa estava de olho numa promoção para ocupar a tão sonhada vaga na hierarquia superior.

Então, a nova funcionária, considerada premiada por alguns invejosos, precisa tomar muitos cuidados, especialmente nos primeiros dias, porque é logo no começo que aparece a candidata à melhor amiga, aquela pessoa que vai lhe contar todos os detalhes sobre seu chefe, a empresa, filosofia de trabalho, conceitos administrativos, dicas de como precisa agir com fulano, beltrano etc. Essa pessoa costuma se passar por ultra- simpática, tipo: “vamos almoçar juntas hoje assim poderei te contar como são as coisas aquï”.

Tome cuidado. Não seja ingênua! Por mais que você ache ótimo ter uma nova amiga, lembre-se que amizade e trabalho nem sempre caminham bem juntos.

Vou dar um exemplo que aconteceu comigo, aos vinte e três anos. Eu fui selecionada para trabalhar com o presidente de uma grande multinacional sueca, um cargo de muita responsabilidade. Fui escolhida devido ao inglês nativo, à taquigrafia que eu domino até hoje, boa aparência e postura condizente com a função. Não sei se necessariamente nesta ordem...

Porém, o que eu não sabia era que minha “assistente”, uma secretária bilingüe júnior, tinha planos de ocupar esta vaga. Sabe o que ela fez para se vingar? Orientou-me, sutilmente, a fazer tudo ao contrário do que havia aprendido como certo e do que meu chefe tinha como norma. Por exemplo: disse-me que os telex não eram para ser colocados na mesa do Presidente assim que chegavam, mas sim ao final do dia, todos de uma única vez; alertou-me que ele gostava de café duas vezes pela manhã e duas à tarde; garantiu-me que ninguém se importaria com conversas telefônicas, mesmo que fosse para tratar de assuntos pessoais, pois eram pessoas muito compreensivas.

Resultado: no primeiro dia, guardei os telex até o fim do expediente e levei café logo de manhã cedo para meu chefe. Ganhei uma cara feia de assustar.

Contei para minha “amiga” e ela disse: - “É assim mesmo, querida, não liga...”

No decorrer do dia, como estava passando momentos difíceis em minha vida pessoal, acertava detalhes e mais detalhes de um desquite, eu precisava falar muito com meu advogado.

Perguntava à minha “amiga”:

- Você tem certeza que não se importam mesmo que eu ligue daqui para falar com meu advogado?

Ela retrucava afiada:

- Claro, querida, fica à vontade! Coitadinha, você têm muitos problemas, eu vou te ajudar a superar essa fase...

Bom, vocês já adivinharam o que aconteceu, não é mesmo?

Meu chefe, que mais parecia um viking entrando no fiorde, teve o seguinte diálogo quando levei os telex no fim do dia:

- “Are you stupid? Don’t you know that telexes are very urgent? Where did you learn to be a secretary?”

Quando levei o café pela segunda vez, ele jogou a xícara no chão e esbravejou: I DON’T DRINK COFFEE.

Pois é, ele sofria de úlcera e a amiga da onça sabia disso muito bem. Para encerrar, fui chamada ao Departamento de Pessoal para ouvir que quando o funcionário precisasse falar ao telefone sobre assuntos pessoais, deveria usar o orelhão no corredor!

Não preciso dizer mais nada. Embora meu trabalho fosse impecável, e eu tivesse todos os atributos necessários à função, fui dispensada assim que expirou o prazo de experiência.

Minha grande amiga? Foi jantar na minha casa aquela noite para me consolar!

Eu não percebi naquela época, que o que ela queria realmente era mostrar para meu chefe que ele havia feito uma escolha equivocada.

Disse entrelinhas que ele deveria promovê-la e não contratar alguém de fora. Coisas da vida... Hoje, depois de anos de estrada, deus me propicia oportunidades de falar sobre esta e outras experiências pessoais, através dos eventos que participo, dos artigos que escrevo, nas entrevistas em minha empresa e em breve nas páginas do livro que estou organizando para, dentre outras dicas, prevenir contra o ataque de amigas(os) da onça.

Astrid Rizzi
Presidente da Great Start Serviços Ltda. Pioneira no recrutamento e Colocação de Secretárias Multilingües.

Image

Endereço:

R. Santo Arcádio, 469
Brooklin - São Paulo

Telefones:

11 5533-4958
11 5531-6922